Especialidades

Obstetricia e neonatologia

A gestação e o pós-parto são fases muito importantes e que necessitam de cuidados especiais. Com a finalidade de evitar imprevistos e diminuir as chances de um parto prematuro, antes mesmo da gestação, devem ser tomadas providências visando garantir a saúde da fêmea e dos filhotes.
O primeiro cuidado é verificar se a vacinação se esta em dia. Em alguns casos é recomendada uma dose reforço da vacina e do vermífugo.
Dependendo do caso um exame pré-natal se faz importante. O futuro de uma gestação é o somatório de interações positivas e negativas, entre elas estão a idade, a saúde, a nutrição prévia e, durante a gestação, a placentação, a presença de infecções ou parasitismo e os aspectos sanitário e de estresse ao seu redor.
A nutrição da futura mamãe tem um papel importante na manutenção de uma gestação saudável, bem como evitar outros erros, como os tratamentos inadequados e doenças de diversas origens que podem resultar em reabsorções embrionárias ou fetais, abortos ou mortalidade perinatal.
Daí a importância de se consultar um médico veterinário. Somente um profissional pode esclarecer dúvidas, orientar preventivamente, detectar precocemente uma possível dificuldade durante o parto, minimizando, assim, os riscos de mortalidade.
Cuidados básicos a serem adotados:

ALIMENTAÇÃO

Recomenda-se a mudança para uma ração de filhote de boa qualidade de acordo com a raça e o porte. A quantidade e periodicidade devem ser avaliadas pelo veterinário durante o acompanhamento gestacional.
Suplementos alimentares são importantes na fase gestacional e de amamentação, porém, devem ser prescritos pelo veterinário.
Outro fator importante a ser considerado é a hidratação, razão pela qual a fêmea deve ter livre acesso ao consumo de água.

IDADE

A fêmea é considerada em idade fértil a partir do 1º cio, que varia entre 5 a 10 meses de idade, porém deve ser colocada em reprodução somente a partir do 3º cio, que varia entre 15 a 20 meses de idade, dependendo do porte da raça.

TRATAMENTOS INADEQUADOS

O uso de qualquer medicamento durante o período de gestação deve ser criterioso e feito apenas com orientação de um Médico Veterinário, pois grande parte das medicações pode atravessar a barreira placentária, causando partos prematuros, distócicos e com alterações irreversíveis nos filhotes.

DISTOCIAS

Considera-se como distocia qualquer fator que, de alguma forma, dificulte o parto natural ou leve a fêmea e os filhotes a um sofrimento desnecessário. São vários os fatores que determinam um parto distócico: quantidade de filhotes, raça, tamanho e posição fetal. A decisão pela intervenção cirúrgica (cesariana) se dá através de acompanhamento ultrassonografico. A detecção precoce e a classificação apropriada de uma possível dificuldade durante o parto são de grande importância para minimizar os riscos de mortalidade.

VoltarVoltar para a listagem de Especialidades

Veja também

  • Anestesia inalatória e controle de dor Anestesia inalatória e controle de dor

    A clinica Pronto dog conta com uma sala de cirurgia totalmente equipada com...

  • Animais Exóticos Animais Exóticos

    Agora contamos com mais uma nova área para melhor atendê-los! Estamos...

  • Oftalmologia Oftalmologia

    Os animais também são acometidos por doenças oftalmicas. Algumas destas...

  • Oncologia Oncologia

    Na medicina veterinária, esta área apresenta grande importância, uma vez que,...

Procure aqui uma namorada(o) para seu animal de estimação!

Quer compar ou anunciar filhotes? Entre em contato e saiba como!

Tem alguem que precisa de seu carinho, adote um amigo!

Prontodog

(67) 3306-7611 | 3206-7612 | 99202 - 4640 comercial@clinicaprontodog.com.br
Av. Raul Pires Barbosa, 654 - Chacara Cachoeira II - Campo Grande / MS

Desenvolvido por: Youzoom