Dicas e Artigos

Dicas e curiosidades sobre a raça PUG

De origem chinesa, o pug é uma raça antiga, dono de uma personalidade tranqüila e muito sentimental – um excelente cão de companhia que pode ser criado em lugares pequenos e ser um ótimo amigo para as crianças.

1 - Pugs têm mania de “perseguir” o dono pela casa

Quem tem um pug, tem um companheiro de todas as horas. Isso por que os cães dessa raça têm mania de andar atrás do dono o tempo inteiro, sendo praticamente uma sombra! Eles têm um apego todo especial à sua família e são um tanto carentes, querendo sempre a companhia e os carinhos dos donos.

2 – Soltam muito pelo

Pugs soltam muito pelo, principalmente durante o outono e na primavera. Uma forma de amenizar o problema e não deixar o chão da casa cheio de pelos, é escovar a pelagem deles todos os dias, para que sejam removidos os pelos mortos. É de suma importância cuidar muito bem da alimentação desses cães, com uma ração de qualidade e evitando dar comidas e petiscos caseiros.

3 – Pug é uma das raças de cachorros mais antigas do mundo

Pug é uma raça muito antiga, de origem chinesa. Foram encontrados cães similares na China nos anos de de 1700 a.C. A raça ganhou popularidade quando foi levada à Europa pelos holandeses e ingleses e adotada pela realeza européia, caindo nos gostos de Josefina, esposa de Napoleão Bonaparte.

4 – Obediência não é o seu forte

Pugs não são muito obedientes e são um tanto teimosos. Eles têm suas vontades próprias e têm certa dificuldade em aprender comandos. Eles também são sentimentais e não gostam que briguem com eles (o pug fica extremamente magoado ao levar uma bronca, se tornando mais teimoso ainda).É possível que os donos de cães dessa raça os ensinem o que eles podem e o que não podem fazer, mas é preciso ter paciência para isso, pois quando eles não querem fazer algo, simplesmente não fazem. Mas não se preocupe, pugs não são tão levados e na fase adulta é difícil aprontarem alguma coisa que cause grandes estragos.

05- Que preguiça! Pugs são preguiçosos…

Quando filhotes, os cães dessa raça são bem ativos e brincalhões, mas na fase adulta eles adoram tirar muitos cochilos e deixam um pouco as brincadeiras de lado, sendo um tanto preguiçosos e quietinhos.

Pugs são tendenciosos á algumas doenças! Por isso esteja consciente ao querer um peludo como eles. 

A saúde do pug é muito comprometida, uma vez que esse cão tem tendência a apresentar diversas doenças.

Infelizmente, muitos dos problemas que afetam a saúde dos pugs são consequências da estrutura física desses animais. Focinho achatado, olhos saltados, cabeça grande e o corpo coberto por dobras são algumas das razões para tantas doenças.
Os possíveis problemas de saúde em raças como o pug são: dificuldades respiratórias, doença ocular, infecções na pele, problemas dentários e até mesmo dificuldades no parto.

Problemas de respiração do Pug.

“Braquicefalia refere-se a uma forma curta do crânio, que dá a aparência de um rosto achatado. Pode afetar cachorros, gatos, coelhos e outras espécies animais”, explica um artigo da BVA.

Com essa condição, os pugs apresentam um focinho muito menor do que o apresentado por outros cães. Por essa razão, não conseguem normalizar a temperatura do ar antes de enviá-lo para os pulmões.

Essa falha pode provocar superaquecimento nos cães e levá-los à morte. Assim, é indicado que os animais sejam criados em ambientes climatizados e os passeios devem ser feitos em horários mais frescos.

Roncos altos, barulhos ao respirar ou até mesmo uma respiração ofegante podem ser comuns em cães dessa raça.

Problemas de pele no pug.

Dermatites caninas são problemas comuns em cães da raça pug. Tudo isso porque eles possuem excesso de pele e dobras no corpo.

Quando o tutor não mantem uma higienização correta, secagens minuciosas ou escovações recorrentes, o cão pode apresentar esses problemas. As infecções na pele ocorrem devido ao acúmulo de fungos ou bactérias no cão.

Dermatite na dobra nasal é a mais comum e pode ser evitada com limpeza constante nessa região do pet. Além desse problema, o pug pode apresentar sarna, acne ou reações alérgicas.

Dificuldades no parto

Cães que possuem a cabeça grande, como o pug, podem exigir partos cesarianos. Impossibilitando que a cadela dê a luz de forma natural. Além disso, esses animais também apresentam dificuldade em acasalar.

Doenças oculares

Os olhos saltados da raça são alvos de agentes externos. Por isso é comum encontrar pug com olhos vermelhos ou lacrimejando.

Como estão suscetíveis a ação de elementos do ambiente, qualquer ferimento na região pode causar sérias consequências, como à cegueira. Prolapso do globo ocular é uma das situações mais complicadas, pois devido a um trauma o globo ocular pode sair da órbita do animal.

Cuidados básicos para Pugs:
  • O veterinário deve ser o melhor amigo de um cachorro pug. Consultas a cada seis meses ou quando se fizer necessário;
  • Cuidado com a dieta do pug para não contribuir com o aumento de peso. Além disso, esse controle nutricional deve ser associado a passeios, evitando o sedentarismo;
  • Passeios nunca devem ser feitos entre 10h e 16h, evitando superaquecimento nesses cães;
  • É importante castrar fêmeas antes do primeiro cio, além de evitar dificuldades na gestação e no parto, a cadela fica livre de câncer de útero e ovário;
  • Banhos semanais ajudam a manter a pele do pug limpa e livre de dermatites. Além disso, é necessário escovar os pelos e os dentes do animal. Na hora de enxugar o cão, é recomendado dar uma atenção maior as dobras. Assim, evita-se doenças nos pugs.

VoltarVoltar para a listagem de dicas e artigos

Veja também

Procure aqui uma namorada(o) para seu animal de estimação!

Quer compar ou anunciar filhotes? Entre em contato e saiba como!

Tem alguem que precisa de seu carinho, adote um amigo!

Prontodog

(67) 3306-7611 | 3206-7612 | 99202 - 4640 comercial@clinicaprontodog.com.br
Av. Raul Pires Barbosa, 654 - Chacara Cachoeira II - Campo Grande / MS

Desenvolvido por: Youzoom